Perda de DNA faz célula se "especializar", mostra pesquisa da UFRJ
Biologia

Perda de DNA faz célula se "especializar", mostra pesquisa da UFRJ


Ninguém imaginaria que arrancar pedaços substanciais do DNA das células pudesse ser importante para a correta estruturação do cérebro. A degola de material genético parece estar ligada à divisão de tarefas nos muitos tipos de células do sistema nervoso.

A alteração detectada pela equipe é conhecida como aneuploidia, forma indigesta de dizer que as células ditas aneuploides possuem um número irregular de cromossomos, as estruturas parecidas com carretéis que carregam o DNA.

Como regra geral, toda célula do corpo humano deveria carregar 23 pares de cromossomos. Cada membro do par é "doado" respectivamente pelo pai e pela mãe aos filhos. A aneuploidia consiste na presença de pares "mancos", sem um dos membros, ou "excessivos", formados por trios, por exemplo. Há doenças importantes ligadas à aneuploidia, como a síndrome de Down (cujos efeitos, aliás, vão muito além do desenvolvimento mental do portador).

Lado bom

A hipótese de trabalho de Rehen e companhia, no entanto, reabilita parcialmente o número irregular de cromossomos. "A aneuploidia também pode funcionar para o bem, para moldar o cérebro de uma forma única", afirma o pesquisador, que foi o primeiro a detectar o fenômeno no sistema nervoso, em pesquisa de 2001. Até 30% dos neurônios do córtex (a área mais desenvolvida e complexa do cérebro em seres humanos) podem ser aneuploides.

Mais recentemente, Rehen topou outra vez com a aneuploidia ao estudar como as células-tronco embrionárias, responsáveis por construir todo o organismo humano, passam pelo processo de diferenciação (especialização) que as transforma em neurônios. A surpresa é que, quando viram neurônios, as células também perdem cromossomos. Coincidência ou relação de causa e efeito?

Os pesquisadores ainda estão longe de bater o martelo em relação a esse paradoxo. A próxima fase dos experimentos deve envolver o caminho oposto: em vez de induzir especialização celular e observar aneuploidia, Rehen e companhia planejam arrancar cromossomos das células e ver se isso as ajuda a se diferenciar em neurônios.

Ainda é cedo para dizer aonde essas pistas conduzem, mas não é impossível que a aneuploidia esteja ligada à grande complexidade celular do cérebro, que está repleto de neurônios de todos os tipos e especialidades. E talvez ajude a elucidar por que, afinal, nenhuma cabeça pensa igual à outra.

"Ele poderá até ajudar a explicar a diferença que existe entre o comportamento de gêmeos idênticos, por exemplo", diz Rehen. A alteração nos cromossomos introduziria um elemento de inesperado no processo que leva à maturação do cérebro ao longo da vida.

Fonte: Folha Online




loading...

- Por: Celula-tronco.com - Células Tronco
Embrião humano na fase de blastocisto, do qual se extraem as células-tronco embrionárias O que são: As células-tronco são células primárias encontradas em todos os organismos multicelulares que retêm a habilidade de se renovar pode meio da...

- (unifesp 2012) - Genética E Reprodução
Durante a prófase I da meiose, pode ocorrer o crossing over ou permuta gênica entre os cromossomos das células reprodutivas. a) Explique o que é crossing over e sua importância para as espécies. b) Considerando que a maioria das células de um organismo...

- Dentro Corpo Humano - Primeira Parte
GLÓBULOS VERMELHOS - OS PORTADORES DE OXIGÊNIO: Nessa imagem, milhões de glóbulos vermelhos estão agrupados em uma veia do fígado. Cada dia, na medula óssea se produzem bilhões dessas células. Sua função principal é a troca de oxigênio por...

- Tabaco Aua No Cérebro Da Mesma Forma Que Cocaína
Aprendizagem e a memória são codificadas pelo cérebro através da plasticidade sináptica Nicotina usa mecanismos similares para induzir plasticidade sináptica.Uma equipa de investigadores da Universidade de Chicago, nos EUA, descobriu que a nicotina...

- Crossing-over: Recombinação Gênica
Você já se perguntou porque, com a exceção de gêmeos idênticos, duas pessoas não são similares? Enquanto os genes determinam a maioria das nossas características, a exata combinação de genes que nós herdamos, e assim nossos...



Biologia








.