Brasil quer inserir etanol e biodiesel nas discussões climáticas de Copenhague
Biologia

Brasil quer inserir etanol e biodiesel nas discussões climáticas de Copenhague


Emissão do etanol corresponde à nona parte da de outros combustíveis.
Discussão será conduzida por embaixadores e especialistas brasileiros.

O governo do Brasil se esforça para inserir as discussões sobre o etanol e o biodiesel como alternativas para a redução do efeito estufa durante os debates da 15ª Conferência das Partes da Convenção do Clima (COP-15), que ocorrerá de 7 a 18 de dezembro, em Copenhague. De acordo com informações da Agência Brasil, com isso o Brasil espera atrair fornecedores e clientes para os produtos.

Os argumentos brasileiros se baseiam na capacidade do etanol de emitir nove vezes menos gases de efeito estufa em comparação a outros combustíveis, além de ser produzido a custos mais baixos do que os tradicionais. As discussões serão realizadas na próxima terça-feira (8).

"Mesmo na pior das hipóteses, a produção de biocombustíveis é melhor do que a gasolina. O nosso é melhor ainda. Nós não somos contra o etanol (vindo de outros países). Há espaço para tudo. Por pior que seja produzido o biocombustíveis, tem de ser melhor do que a gasolina.", afirmou o diretor do Departamento de Energia do Ministério de Relações Exteriores, André Corrêa do Lago, à agência.

Discussões

A rodada de discussões sobre etanol será conduzida por dois embaixadores brasileiros e mais três especialistas da área de biocombustíveis. Haverá, ainda, representantes dos Estados Unidos e da Suécia.

Para mostrar na prática as vantagens do produto, o empresário gaúcho Eduardo Malmann apresentará seu projeto sobre miniusinas de etanol cuja produção é voltada para a eletricidade e os combustíveis.

As organizações não governamentais norte-americanas Nature Conservacy e Project Gaia vão apresentar seus programas utilizando o biocombustível como alternativa para a redução do desmatamento e melhoria da qualidade de vida. "Soja, etanol e celulose vão apresentar o compromisso de não desmatamento", afirmou Corrêa do Lago.

O diplomata afirmou ainda que o objetivo do Brasil é atrair a atenção dos países em desenvolvimento, como os africanos, que necessitam de alternativas baratas para adesão ao Protocolo de Quioto - que determina que até 2012 seus signatários reduzam as emissões combinadas a níveis 5% abaixo dos índices de 1990.

No último dia 30, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva admitiu que as negociações em Copenhague podem não avançar tanto como se esperava.

"Eu sempre trabalho com a hipótese de que nas negociações nós deveríamos chegar a alguns números, que não seja tudo o que algum individualmente quer, mas que seja possível construir. É assim que a gente negocia, é assim que a gente faz política e vamos continuar trabalhando", disse.

FONTE: G1




loading...

- Agência Ambiental Dos Eua Afirma Que Mudança Climática é Nociva à Saúde
Declaração abre caminho para a redução de emissões com uma simples ordem do presidente Obama. A chefe da agência de proteção ambiental americana, Lisa Jackson, deu a notícia em Copenhague: a agência terminou seu estudo sobre os efeitos...

- Um Total De 193 Países E Um Desafio: Deter O Aquecimento Global. Começa Hoje Na Cidade De Copenhague A Cop-15.
Um total de 193 países e um desafio: deter o aquecimento global. Começa hoje na cidade de Copenhague a COP-15. Existe otimismo. Mas também há receio de que um acordo global não seja assinado. Não dá para dizer que esse é um encontro mundial...

- Cientistas Alertam Para Emissões Na Produção De Biocombustíveis
Pesquisadores afirmam que isenção de emissões no processo é 'falha' de acordos internacionais. - Cientistas americanos dizem ter identificado uma "falha" nos cálculos de emissões de gases que provacam o efeito estufa que poderia ameaçar...

- Ecologia: Biocombustíveis E Emissão De Co2
O cultivo de plantas para biocombustíveis pode gerar mais CO2 que evitar, diz estudo. Cultivar vegetais para produção de biocombustíveis em terras que antes eram ocupadas por florestas ou pradarias gera muitas mais emissões de dióxido de carbono...

- Ecologia: China E Japão Se Comprometem Com Luta Contra Emissões De Co2
NOVA YORK, EUA — O presidente chinês, Hu Jintao, se comprometeu nesta terça-feira na ONU a reduzir "significativamente" o aumento das emissões de gases poluentes de seu país até 2020, comparativamente com 2005. "Vamos reduzir significativamente...



Biologia








.